sexta-feira, 14 de maio de 2010

Dor do engano.

Pensei em adotar uma nova postura de vida, mas em mim havia medo.
Porém, surpeendentemente o fiz, sem pensar muito, sem perguntar porque, e sem pensar em fazer...simplesmente o fiz.
No início um pranto doloroso invadiu meu peito, como se algo de mim estivesse sendo arrancado. 
Quis sumir e não voltar mais. Ir pra onde não visse mais ninguém que hoje conheço...
Foi doloroso, foi espantoso, e quando dei por mim estava lá, rodeada de pessoas estranhas com as quais eu não tinha a menor afinidade.
O passado tava em mim, não queria abanonar - me e da mesma forma que entrei nessa, fui sendo absorvida pelo som, pela energia e fui ficando bem e encontrando forças pra finalmente mudar!
Foi bom ter esse contato com algo que em mim estava e eu não sabia que possuia. 
Saí leve...

Queria que tivesse permanecido assim , mas expectativas são como facas de dois gumes, pode ser o que você espera e pode ser que não. Foi o que eu não queria...está sendo o que nunca imaginei...e onde eu vou achar saída pra isso??

Estava tudo tão bem, e o famoso ditado é CERTO: O que os olhos não vem, o coração não sente...
Gostaria de sentir coisas boas quando meus olhos vissem...

Um comentário:

Che.r.ry disse...

nossa mudança é inevitável.
acho que no começo, com o choque a gente se perde. mas em algum ponto, a gente se acha de novo.

;)

Você pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...