segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Os sonhos e quem somos.

Hoje durmi durante um período da tarde, tive um sonho bom e ao mesmo tempo curioso. Relembrei fatos da minha vida que aconteceram há muito tempo. 

Quando eu tinha 13 anos fui passar o fim de semana na casa de praia de uns amigos de meus pais. Lá tinha duas meninas mais ou menos da mesma idade que eu que eram minhas colegas na época, mas não eram minhas amigas. Nesse fim de semana conheci duas amigas de verdade Otília e Maria Luiza. Elas tinham mais de 60 anos e sim foram minhas companheiras naquele final de semana. Gostava da companhia delas, do jeito que conversavam, do jeito que se arrumavam, do jeito que elas sorriam, cantavam e dançavam, de como brincavam na praia, de como conversávamos. Eram alegres, simpáticas e bonitas. Maria Luiza e Otília eram de Porto Alegre, estavam aqui no Rj, nesta mesma casa porque claro deveriam conhecer alguém, mas não me recordo quem. A primeira pelo que eu lembro era artísta plastíca, ela chegou a me mandar um cartão, mas com o tempo e as mudanças da minha vida não o achei mais. A segunda era dona de casa e pelo que me lembro foi uma luta pra vir ao Rj porque seu filhos receavam essa viagem. As duas eram viúvas. Foram dias interessantes, com trocas de lembranças materias e emocionais. Dias ricos e claros. Depois desses dias nunca mais as vi. 


E o sonho? Bom, sonhei com elas e relembrei esses fatos. Pensei onde será que elas estão agora? Sim, porque já faz mais de 10 anos e se tinham seus 60 e poucos hoje teriam seus quase ou mais de 80, visto que eu não lembro da idade delas. O que estariam fazendo? Será que estão bem? Lembrei delas com nitidez  e carinho,  e não sei a porque cargas d'água sonhei com elas. São pessoas que passaram na minha vida com muitas outras passam e deixam marcas, mesmo que esse encontro tenha ocorrido apenas em um final de semana. Não sei como vê-las novamente não tenho contado com ninguém daquela época. Uma pena.

Com isso fiquei pensando o dia todo: Quem somos afinal ? Porque estamos aqui e porque encontramos certas pessoas em nosso caminho?  O que faz diferença? O que nos molda e nos leva a ser quem somos hoje? 

Fui procurar então o significado do sonho e disse que sonhar com idosos era alegria e longividade.
Procurei também em busca de conhecer a mim mesmo o sgnificado do meu nome e fiquei pasma com tudo o que estava escrito e o que era verdade, como me vejo e como vejo o mundo. Eis aqui um trecho: 

significado do nome Priscilla: "PEQUENA IDOSA".
"Em bucas da paz a qualquer custo, mesmo que para isso tenha que brigar. Não é capaz sequer de se imaginar vivendo ao lado de pessoas que se relacionam na base de tapas e berros, mesmo que sejam elas sua mãe, seu pai ou o grande amor da sua vida. Além de paz, seu coração vive em busca de muito de amor. É o tipo de pessoa que está sempre namorando, dificilmente está só. E que ninguém tente prender ou proibir de alguma coisa, em situações como esta é adeus na  certa sem pensar. Tomar muito cuidado para não julgar ou criticar demais os outros.
Passa a impressão de uma pessoa muito inteligente e intuitiva, desde muito cedo é notória sua vocação por atividades intelectuais. Não se atrai por atividades desgastantes e de esforço fisico. Na maturidade demonstra ter a vida sob controle. Alguém que valoriza a espiritualidade. Sempre envolvida com seus pensamentos pode passar a impressão de solitária. Séria, não aceita intimidades ou brincadeiras inoportunas. Bastente reservada, torna-se dificil ter sua confiança, e guarda seus segredos sempre para si. Não se familiariza com encontros sociais, prefere sempre atividades que exijam concentração. Fala pouco, e evita comentários óbvios, nunca age com a intenção de impressionar, por isso só participa de conversas quando está embasada de sua observação e cuidadosa analise. Preocupa-se com o conteúdo e nunca com a forma. Esta postura tende a isola-la do mundo, pois dificilmente confia na ajuda de alguém, a maneira de ser bem compreendido e aproveitar os aspectos positivos da personalidade é controlar o egoismo e buscar abrir-se mais ao mundo".  
 Dizia também para não te rmedo de escrever e expor o que penso e sinto. Somos únicos e em transformação a todo momento. Não há porque ter medo e se preocupar com o que os outros vão pensar. Os outros são apenas os outros, e a história é sua.

Nenhum comentário:

Você pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...